Cantinho do Fã

Comentários sobre o Clipe Batucar:

Batucar, no dicionário, quer dizer, dentre outras coisas, "ritmar percutindo algo; tamborilar; fazer ruído com percussão". Mas no clip da nova música da cantora/compositora Carol Cunha, essa palavra ganha um sentido mais profundo que isso. Se torna mágico - pela bela voz de Carol - e também lúdico - pela engenhosa e providencial participação dos seus alunos de música no clip. Não tenho dúvidas de que "Batucar" será um grande hit no carnaval maranhense. E a palavra "batucar", sem dúvidas, passará a ter um novo e mais amplo sentido.

 

(Roberto D. Souza, 45 anos, psicólogo, compositor e poeta.)

Quero deixar aqui registrado, o quão importante é para a MPM (Música Popular Maranhense), este belíssimo trabalho que tiveste o mérito de devolver.

 

Acertaste em tudo: samba com a nossa cara (sem máscara); edição de vídeo com perfeição e criatividade; o enriquecimento do coral valorizando a música. E quanto a sua voz, devo dizer que, encanta a todos aqueles que a ouvem.

 

Também não poderia deixar de registrar em nota, a desenvoltura das crianças que tiveram uma participação marcante, com espontaneidade, alegria e graça.

 

Parabéns a você, Carol! E também, a toda esta talentosíssima equipe! E, agradeço pelo maravilhoso presente que deste a Cultura Maranhense. Fico na torcida que outros clipes com esta qualidade venham para abrilhantar o nosso acervo cultural. 

Bjos no coração.

 

(Cristina Cabral, 47 anos, Estudante Universitária.)

 

O trabalho mais batalhado e sucesso mais merecido que ja pude acompanhar e ter a honra de poder ajudar em alguma coisinha.. Fico muito feliz e orgulhosa de ser aluna dessa Cantora talentosa e carismática! Música linda, tudo impecável. Amei!!! 


(Débora Santiago, 16 anos, estudante.)

A arte de educar revela-se como um instrumento capaz de enriquecer interiormente aquele q aprende e o aprendizado torna-se mais prazeroso qdo envolve a música. O clipe é revelador da maneira contagiante desse processo, tal como dizia Rubem Braga:
"Se fosse ensinar a uma criança a beleza da música não começaria com partituras, notas e pautas. Ouviríamos juntos as melodias mais gostosas e lhe contaria sobre os instrumentos que fazem a música. Aí, encantada com a beleza da música, ela mesma me pediria que lhe ensinasse o mistério daquelas bolinhas pretas escritas sobre cinco linhas. Porque as bolinhas pretas e as cinco linhas são apenas ferramentas para a produção da beleza musical. A experiência da beleza tem de vir antes."

(Fã e aluna de violão e bateria.)


(Karina Castro, 46 anos, Servidora Pública Federal.) 

Professora,

Seu vídeo ficou muito bom! Uma perfeição. Continue sempre assim ajudando nos sonhos de crianças e adolescente. Você é uma ótima professora.  Esse pequenino fofo no começo do vídeo é uma doçura. Parabéns para minha melhor professora de percussão!

 Sucesso! Você merece.

 

(Izabelly Cristine A. Silva, 13 anos, Estudante)

Sobre lirismo e simplicidade:

Em tempos de alta complexidade nos meios de comunicação visual, achar um videoclipe que preze pela sensibilidade e simplicidade é raro. Apenas apelo musical elevado e vontade de expandir sua música são produtos escassos no mercado.

Assistir ao clip “Batucar” de Carol Cunha é entender que pode-se fazer muito com boa vontade, sonhos e esperança. A expressão pura e feliz de cada criança envolvida no projeto, e mesmo da cantora, reflete a necessidade de fazer o próximo feliz, através da canção.

Um sopro de vida, felicidade e inocência: tudo o que precisamos nos dias atuais.

 

Vida longa à carreira de Carol Cunha!

 

(Milla Camões, 35 anos, cantora)

Me surpreendi ao escutar o clipe de Carol Cunha, pois ficou muito bonito tanto pela melodia da musica quanto pela voz de Carol. Achei maravilhosa a idéia da inclusão das crianças no coral. O garoto que inicia e finaliza o clip deu uma graça especial, com aquele jeito  espontâneo e aquela risada gostosa. Além de tudo ele é lindo!! Parabéns Carol!! O clipe é um sucesso!!!

Beijos!! Sucesso!!!

 

(Fábia Eugênio Silva, 49 anos, Enfermeira.)

Gente, que canção mais fofa!

Agradabilíssima de se ouvir. Incrível.

Carol,  eu amei!

E as crianças? Que lindas! Amei.

Parabéns mais uma vez!

 Mais saúde, sucesso e felicidades!

Você continua a mesma fofura e meiguice de pessoa.

Sou fã para sempre!!!

 

( Yasmin Machado,  21 anos, Estudante.)

Na abertura do clipe, é impossível não nos  sensibilizarmos com o carisma de Paulo Neto, sua desenvoltura e a beleza de sua voz. Haverá coisa mais linda do que o sorriso de uma criança, como o estampado nos lábios de Wanda Vitória? E a doçura nos olhares de Emerson Junior e Vitor? Isso, sem falarmos no entusiasmo da garotada e de todas as outras jovens que compõem o cenário, inclusive eu.

Sabe, minha filha, ainda bem jovens, já era notório o teu interesse e o interesse de tua irmã, Ana Tereza, pela música. Quando reunidas, sempre cantando e batucando. Tudo era motivo para uma cantoria e batucada. Assim, nós três, um certo dia, compomos a música Batucar.

Uma letra simples, uma melodia simples, mas cheia de brilho, cheia de ternura pela força e determinação de crianças que, ao invés de quererem o bombom, que é natural, dão preferência à musica, à batucada. Isso, meu bem, é o poder que a música exerce sobre as pessoas.

Fico feliz em poder fazer parte desse momento. Eu, como tua mãe, acompanho a tua rotina, e sei da tua garra, do teu empenho, das tuas lutas e dos teus anseios. Sei que nada é fácil, mesmo um clipe tão modesto, tão quase familiar, exige muito esforço, muita entrega, custos e suor.  

Como tua mãe, admiro tuas qualidades e sei que não são poucas, considerando os teus defeitos. Porém, minha filha, uma das tuas maiores qualidades que admiro e ressalvo,  é o respeito que tens pelo teu semelhante. É a capacidade que tens de ficar feliz pela prosperidade de outrem.

Eu amei esse clipe e sei que não foi fácil realiza-lo, mas com certeza foi feito com muito amor e muita coragem. Primeiro, agradecemos ao nosso Pai e a todos que fizeram parte dele.

 Beijos.

 

(Isabel Cunha, 58 anos, Funcionária Pública)

 

"Batucar" é uma festa! Reúne boa música, letra singela e didática, e crianças dando o tom da renovação.

 

(Fernando de Carvalho - cantor, produtor cultural e coordenador da Escola de Música do Estado do Maranhão.)
 

Carol,

Que harmonia, que alegria e quanta beleza e simpatia em um só clipe! Dona de uma voz linda e uma simpatia sem igual. Parabéns pelo trabalho lindo que vem desenvolvendo ao longo desse tempo. Tenho acompanhado sempre seu trabalho e sou fã.

Abraço carinhoso e que DEUS possa está sempre abençoando seu trabalho. És fonte de inspiração e alegria de muitos jovens.

 Minha futura professora!
 

(Ruideglan Reis, 27 anos, Representante Comercial.)

 

De fala suave e jeito carismático Carol Cunha possui um "tesouro escondido", uma atmosfera encantadora na alma de sua voz, e “Batucar” uma de suas composições tem seu ritmo vibrante, contagiante e consegue ser ininterrupto, nos proporciona prazer, tranquilidade, felicidade ao ouvi-la.
Eu adorei! Recomendo. Minha auto-estima melhora todas as vezes que ouço “‘Batucar”!
Parabenizo a todos que trabalharam em cima desse projeto que agora concluído realizou e ainda está realizando o sonho de vocês!

 

(Laryssa Vieira Sá, 22 anos, Gerente de Vendas.)

 

Batucar é uma delícia me faz voltar a infância.

Batucar é  mesmo melhor do que bombom!


(Ana Rafaela, 30 anos, Ouvidora)

Parabéns! Ficou bom de mais! Deixa eu lhe fala uma coisinha...  Lá em casa
todo os dia  ouço uma batucada adivinha... Quem é? Kkkkkkkkk Eles ainda dizem que batucar é melhor do que bombom. Eu tenho que concordar com eles...!

Batucar é melhor  do que bombom!

 

(Marinêz Mendes Nascimento, 36 anos, Técnica .em Finanças)

O samba Batucar da Carol Cunha e família nos remete as raízes do nosso samba de roda, também nos desperta para o verdadeiro sentido da música que, como dizia Elis Regina "se canta com a boca" e, obviamente  envolve a partilha grupal bem representada pela simplicidade das crianças. PARABÉNS, CAROL CUNHA...!

TOCA EM FRENTE SEMPRE!!!

 

(Júlio Gatardo Soster, 56 anos, Padre)

 

Eu tenho extrema admiração por quem ousa fazer música no Maranhão, entretanto, admiro mais ainda quem a faz por amor.
Falar de "Batucar" é falar de sentimento e musicalidade, ambos expressos com extrema técnica no clipe.
Era canção... Agora, além de canção, virou clipe. Já era bom ouvindo, faça ideia assistindo.
Congratulações a Carol e equipe pelo belíssimo trabalho.

(Kellyene Cabral, 24 anos, Graduanda do curso de Psicologia)

Sem soma de dúvida o bom gosto musical de Carol Cunha é superado por seu talento musical e  sua voz encantadora.

 Parabéns por esse belíssimo e bem executado vídeo.

 

(João Pinheiro, 34 anos, Luthier.)

Eu sou suspeita para falar do clipe, mas vamos lá:

Maravilhoso!

 Tudo Lindo!

As crianças fizeram tudo perfeito.  O coro ficou lindo na voz delas.

Se tivessem colocado um coro de adultos não teria ficado tão lindo.

A criança falando no início do clipe ficou excelente! O sorriso da criança no final da música... Que coisa linda! De uma simplicidade que não dá para explicar. Todos estão de parabéns mesmo! A música é linda e convida a gente para mexer os ossos...!Só fica parado quem ainda não ouviu a música. Vamos batucar!!!

 

(Lenir Gomes, 44 anos, Doméstica.)

 

Saboroso de ver e ouvir!...

 

O clipe da música “Batucar”, de Carol Cunha, Isabel Cunha e Ana Tereza, está  melhor do que bom, bom!... Está ótimo, digo, excelente! Os elementos básicos do clipe (música, letra e imagem), que interagem para produção de sentidos, são sugestivos! Na letra, “Batucar é melhor do que bombom!...”,   Bombom remete à criança. Batucar remete a instrumentos de percussão: “Somos garotos e garotas assim”. “Eu não gosto de ver pandeiro, repique, tantã e ganzá calados”. Essa repetição do B em Bombom e Batucar também está na Boneca e na Bola e se completa na Brincadeira: roda de samba.  

O vídeo tá gostoso de ver. Tá saboroso!... E olha que sinestésico!... Essa relação sensorial do paladar com a audição é contagiante! E, na letra da música, essa relação dos planos sensoriais também existe: “Eu não gosto de VER cavaco, viola, violão parados... como a dizer: “Eu não gosto de OUVIR o silêncio do cavaco, da viola, do violão”.  E isso se confirma na repetição do fonema /V/ (“cavaco, viola, violão parados),  um recurso linguístico utilizado para dar musicalidade desejada ao verso, transformando a linguagem literária em um exercício musical, que, por si só, fala:  Eu quero ouvir música!... Eu quero batucar!...

E é assim que melodia e letra formam um par perfeito para render homenagem à música e à batucada. Para fazer parte desse cenário, Norlan Lima é o arquiteto que vem contribuir com seus conhecimentos e criatividade  na produção musical. E a escolha dos músicos e do estúdio? Tudo escolhido a dedo. Mas  - acredito - foi um longo caminho até chegar ao vídeo... Longo caminho para chegar ao sorriso de um garoto, desenvolto e inteligente garoto, garoto que ¨”rouba” a cena do bombom só pra batucar. E aqui começa a magia do trabalho de uma outra artista:  Mariana Parga. 

No clipe, a voz afinada de Carol Cunha contracena com a harmonia da música, com a percussão, com o coro e com o cenário circunfuso dos figurantes, com garotos e garotas e com aqueles já foram garotos e garotas assim; o azul dos olhos da cantora se mistura com a cor da blusa e o seu remelexo ajuda o corpo a fazer a tradução do batucar.  E o que chama atenção: o enquadramento de três gerações em vários planos. Em  um cenário menor, três crianças, rodeadas de brinquedos, batucam (o que é mais interessante), batucam no tempo da música. Num ambiente maior, adolescentes tocam e fazem coro e deixam as caras em vários closes. Em outro cenário: uma geração adulta também participa da brincadeira. E foi na montagem, nos cortes, na valorização dos intervalos que Mariana Parga deixou o recado que o Batucar da compositora e arte-educadora Carol Cunha é tão gostoso... é tão saboroso que precisa ser degustado não apenas com o paladar, como é o caso do bombom, mas também, com o tato, com a audição, com a visão, em qualquer tempo e em qualquer idade e em vários ambientes... E Viva Carol Cunha com seu Batucar!.... E viva a Música!...

 

(Wanda Cristina Cunha, 54 anos, Poetisa, Jornalista e Compositora)

O Clipe Batucar foi de bom tom e bom gosto.

Perfeito. A harmonia dos adolescentes, das crianças e da Carol foi gêmea.

Amei.

 

(Rossana Cunha, 54 anos, Professora.)

Adorei clipe!

Só faltou eu para ficar perfeito!

 

(Luíz Fernando Andrade, 13 anos, Estudante.)

 

O clipe Batucar de Carol Cunha é um clipe de muita expressão musical e emocional.

Foi muito marcante a  expressão pura de cada criança que lá se encontra.

Percebe-se em seus olhos o brilho de cada nota musical ali tocada e cantada por aquelas maravilhosas crianças.

Carol Cunha,  você acertou e acertou em cheio na música, na voz, na performance...Em tudo!!!
Parabéns por esse belíssimo trabalho.AMEI!!!

 

(Tereza Cunha, 29 anos, Professora.)

A belíssima voz de Carol dá vida a uma manifestação divertida da música maranhense, que convida à dança e celebração. "Batucar" emana alegria pela valorização dos instrumentos musicais e de sua potencialidade de divertir as pessoas. Música muito bem composta e uma voz maravilhosa são o resumo do videoclipe.

 

(Amanda Godinho C. Noronha, 19 anos, Estudante Universitária.)

 

 

A música Batucar, da cantora Carol Cunha, é  mais um exemplar de quanta riqueza criativa existe na cultura maranhense. A canção é  contagiante a ponto de nos fazer sentir vontade de estar na batucada. E a participação de crianças no coro abrilhantou ainda mais, pois a pureza retratada nas vozes dos pequeninos nos remete à infância. Parabéns!

(Helena Goltzman, 42 anos, Servidora Pública)

Carol Cunha Produções - carolcunhacontato@gmail.com -
Fone: (98) 99235-3885